Secretaria da Pós: +55(31)3409 4881

Notícias

1ª defesa de tese do PPGEP (Maria Luíza Guerra de Toledo)

Ligado .

Determinação da periodicidade ótima de manutenção sob a suposição de reparo imperfeito

 

Uma política de manutenção adequada é essencial para reduzir gastos e riscos associados a falhas em sistemas reparáveis. As suposições usuais de reparo mínimo ou perfeito na ocorrência de falhas não são, em geral, adequadas para modelar o comportamento de sistemas reais, tornando-se necessária a utilização de modelos para Reparo Imperfeito (RI). Neste trabalho, as classes ARA e ARI de modelos RI propostas por Doyen e Gaudoin (2004) são estudadas. Sob tais modelos, as funções de verossimilhança são derivadas e seus parâmetros são estimados, obtendo-se assim indicadores de confiabilidade que permitem predizer o comportamento futuro do processo de falhas de sistemas de interesse. Utilizando-se o modelo para RI clássico de idade virtual apresentado por Kijima et al. (1988), caso particular da classe ARA, é proposta uma política de periodicidade de Manutenção Preventiva (MP), a qual estima intervalos de tempo ótimos para a realização da MP, de forma a minimizar o custo de manutenções (preventivas e corretivas). Mostra-se ainda que tal modelo pode ser melhorado ao se
utilizar uma perspectiva dinâmica, sob a qual a observação de uma eventual falha no sistema sob análise permite recalcular o tempo ótimo da próxima MP, com base no efeito do reparo realizado. Tais políticas são aplicáveis a qualquer modelo para RI. Estudos por simulação de Monte Carlo são implementados para avaliar o desempenho dos métodos propostos. Tais métodos são aplicados a uma situação real, envolvendo a
manutenção de motores de caminhões fora de estrada utilizados por uma mineradora. Esses resultados trazem informações valiosas para apoiar a tomada de decisão em relação a políticas de MP.

 

10 de março de 2014
13:30h
sala T005, Escola de Engenharia

Anexos:
Fazer download deste arquivo (cartaz.pdf)cartaz.pdf[ ]109 Kb

Defesa de dissertação de RAFAELLA DE SOUZA HENRIQUES

Ligado .

DISTRIBUIÇÃO DE MERCADORIAS ATRAVÉS DE ESPAÇOS LOGÍSTICOS URBANOS

 

O transporte urbano de cargas é o alimentador de toda a cadeia de consumo, sendo essencial para a sobrevivência da sociedade, porém gera muitos conflitos. Infelizmente, no Brasil a maioria das iniciativas resume-se a legislações restritivas e punições aos transportadores. Nesse contexto e considerando as atuais restrições de circulação dos caminhões nos grandes centros bem como a necessidade de soluções alternativas para e entrega de mercadorias em áreas com grande atividade comercial, esse trabalho objetiva (1) analisar a utilização do Espaço Logístico Urbano como intermediador na entrega de cargas no seu destino final e (2) avaliar as mudanças da implementação de ELUs por meio de um caso de estudo no hipercentro da cidade de Belo Horizonte.
A metodologia desse estudo divide-se em cinco etapas de: (1) Definição da área de estudo, (2) definição do escopo e dos cenários a serem abordados, (3) definição das premissas e elaboração dos modelos matemáticos, (4) validação dos modelos matemáticos e (5) coleta, tratamento e formatação de dados. O hipercentro da cidade de Belo Horizonte (Brasil) foi escolhido como a área de estudo do trabalho devido a disponibilidade de dados.
O transporte de mercadorias no hipercentro de Belo horizonte foi escolhido como o escopo do estudo. Primeiramente, foi definido um cenário (1) que representasse a situação vigente do transporte de cargas da área de estudo. Após, foi definido um cenário (2) que representasse a situação hipotética da utilização do Espaço Logístico Urbano como intermediador na entrega de cargas.
A modelagem matemática foi escolhida como ferramenta de análise do estudo. Sendo assim, para o cenário que representa a situação vigente (1) foi elaborado um modelo de roteamento de veículos. Já para o cenário que representa a situação hipotética (2) foi elaborado um modelo de localização de facilidade.
A coleta de dados foi feita em várias frentes, como a base de dados do Cadastro Municipal de Contribuintes da cidade de Belo horizonte. Após, a rede original dos problemas foi obtida por meio de georreferenciamento. Os dados de demanda dos clientes finais foram obtidos junto a uma transportadora. Os dados de custo foram estimados com base em pesquisas de mercado e valores fornecidos por algumas instituições. Assim, duas instancias, uma para cada cenário, baseadas em dados reais foram construídas.
Os resultados do roteamento evidenciam que os caminhões utilizados percorrem longas distâncias para a entrega de produtos no hipercentro de Belo Horizonte. Já para o modelo de localização de facilidades, os resultados evidenciaram que os caminhões circulam menores distâncias e realizam somente uma parada para a descarga no ELU. Por outro lado, custos relacionados à implementação e a manutenção das facilidades (ELUs) aparecem neste cenário.

20 de fevereiro de 2014

14:00

sala 1010, Escola de Engenharia da UFMG

 

Defesa de dissertação de LÍVIA MARTINS DA COSTA FURTADO

Ligado .

Alocação Ótima em Ativos Financeiros para Formação de um Plano de Previdência

 

Decisões relacionadas a alocação de recursos em um portfólio de ativos continuam a gerar um número relevante de pesquisas até hoje. Um exemplo de problema desta natureza é a formação de um portfólio para fundos de previdência. Planos de previdência com contribuições definidas são caracterizados por uma alocação constante nos primeiros períodos de contrato, seguida por uma alocação não constante conservadora nos últimos períodos. Esta pesquisa propõe um modelo de apoio a decisão que capte esta mudança de comportamento da alocação (míope para não míope) e que seja computacionalmente tratado de forma eficiente. São considerados como ativos disponíveis para investimento ações e títulos públicos indexados à inflação, à taxa de juros ou prefixados. O problema é formulado via programação dinâmica estocástica, complementado com a simulação de Monte Carlo para representar o comportamento multivariado da taxa de retorno dos ativos. Entretanto, problemas deste tipo são difíceis de solucionar, pois são dependentes de árvores de cenário, em que o número de estados cresce exponencialmente com o número de estágios. Características de funções utilidades não míopes são exploradas para sintetizar os períodos iniciais em um único período de decisão. Esta abordagem permite a representação da mudança de comportamento do investidor além de, naturalmente, reduzir o esforço computacional requerido. Para contornar a dependência da árvore de cenários, é proposta uma aproximação da função custo ótima nos períodos finais através de um modelo de regressão paramétrica. Com esta abordagem, elimina-se a necessidade de construção da árvore de cenários e uma solução satisfatória pode ser obtida dentro de limites computacionalmente tratáveis. Os resultados obtidos mostram a adequação das abordagens complementares propostas.

 

30 de janeiro de 2014
10:30h
Sala 1010

Anexos:
Fazer download deste arquivo (cartaz Lívia Martins.pdf)cartaz Lívia Martins.pdf[ ]108 Kb

Defesa de dissertação de RENATO LUIZ DE SOUZA BASTOS

Ligado .

Uma formulação para a integração de um problema clássico de dimensionamento de lotes com o problema do job shop

 

Esta dissertação trata do desenvolvimento e implementação de um modelo matemático de otimização para o problema integrado de dimensionamento de lotes e sequenciamento da produção. Consiste em duas políticas, sendo que o problema de dimensionamento de lotes é o mesmo em ambas, o que diferencia uma política da outra consiste em como considerar o problema de sequenciamento no horizonte de planejamento discretizado no tempo. A primeira considera o sequenciamento de produção somente no primeiro período. Para esta política são propostos dois modelos para o sequenciamento, um baseado no modelo de Manne e outro no modelo de Wagner. A segunda proposta consiste em considerar o problema de sequenciamento em três períodos (semanas). Nessa proposta considera-se o custo de estoque dos produtos semiacabados. Antes porém de apresentar os modelos integrados, reescreve-se os problemas de sequenciamento de produção onde a quantidade produzida no período de planejamento é uma variável. A demanda é dada e o objetivo é minimizar o custo total de estoque, tanto de produtos acabados como os semiacabados, entre os períodos de produção. O problema considerado para o sequenciamento é o job shop, onde cada job é fabricado por uma sequência específica de operações denominada sequência tecnológica de fabricação e cada operação de cada job é executada por uma máquina específica também conhecida. Problemas dessa magnitude aparecem com frequência quando tratamos de situações práticas, como pode ser visto nos Problemas de Planejamento de Operações em máquinas em uma indústria manufatureira.

 

Data: 06 de setembro de 2013

Hora: 16:00

Local: sala 1010, Escola de Engenharia

Anexos:
Fazer download deste arquivo (arquivo-7.pdf)arquivo-7.pdf[ ]107 Kb

Defesa de Dissertação de KAROLLINY DANIELLE SANTOS

Ligado .

269ª Defesa de Dissertação
APROXIMAÇÃO EXTERNA/DECOMPOSIÇÃO DE BENDERS (OA+BD) PARA PROJETO DE REDE SOB CONGESTIONAMENTO COM SELEÇÃO DE CORTES VIA λ-ÓTIMO

 

Este trabalho aborda Aproximação Externa/ Decomposição de Benders (OA+BD) para Projeto de Rede sob Congestionamento com seleção de Cortes via λ-ótimo. Trata-se de problema referencial no projeto de redes de transporte de energia ou informação, etc. O projeto de redes sob congestionamento tem como principal objetivo atender as demandas dos clientes, assegurar o lucro e a eficiência da operação e respeitar os níveis de serviço pré-estabelecidos. O sistema de infra-estrutura é modelado como uma rede, onde os fluxos representam os serviços prestados. Desse esforço de modelagem derivou um programa não-linear, NP-difícil e de grande porte. Experimentos computacionais e comparações com versões mais simples demonstram o sucesso do esquema adotado.

 

Data: 23/08/2013

Hora: 14:30

Local: sala T 005, Escola de Engenharia